• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • LinkedIn
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > GS1203

Psicossociologia das Organizações II


Código: GS1203    Sigla: PO2

Ocorrência: 2021/22 - 2S

Área de Ensino: Psicologia

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LGS 13 Despacho 6311/08 de 05 de Março 4 ECTS

Horas Efetivamente Lecionadas

TURMA1

Teóricas: 12,00
Inquéritos: 0,00

Docência - Horas

Teóricas: 2,00
Inquéritos: 0,00

Tipo Docente Turmas Horas
Teóricas Totais 1 2,00
Paula Cristina Salgado Pereira Rodrigues Vieira   2,00

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

1. Compreender a organização como sistema social e como sistema inserido na cultura de uma sociedade, de uma região, de uma profissão ou profissões e, simultaneamente, como uma realidade cultural em si mesma - em virtude de trabalharem juntas, as pessoas elaboram regras, valores e práticas coerentemente admitidos para gerir as suas relações de solidariedade, de entre-ajuda e também de conflito, as suas relações de complementaridade técnica e de autoridade, de formação e informação, de controlo e avaliação

2. Compreender e identificar os elementos constitutivos de uma cultura organizacional, seus efeitos sobre a organização e como se formam e evoluem as culturas organizacionais;

3. Compreender que há culturas organizacionais ¿ centradas no cliente e na qualidade dos serviços que lhe são prestados e no investimento, confiança e respeito pelas pessoas que trabalham - que potenciam uma melhor performance organizacional, com reflexos na satisfação dos utilizadores e dos profissionais.


Programa

1. Interacções e interdependências entre variáveis estruturais, contingentes e políticas

2. Estruturas organizacionais tipo e o seu potencial analítico para melhor se compreenderem as organizações complexas que existem na realidade
3. Cultura organizacional: o que é?
3.1 Organização: ter e/ou ser cultura
3.2 A cultura organizacional: uma nova variável da gestão das organizações
4. As componentes da cultura organizacional: projecto e missão organizacionais; valores, crenças e suportes simbólicos da cultura; imaginário e identidade
5. As funções da cultura
6. A formação da cultura
6.1 Processos sociodinâmicos que fomentam a coesão e a partilha nos grupos humanos
6.2 Processos de liderança
6.3 Processos de aprendizagem através da experiência
6.4 Cultura burocrática e cultura de serviço: dois exemplos de cultura organizacional com influências muito distintas quanto à capacidade das organizações sociais prestarem um serviço de qualidade aos idosos


Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

A produção de serviços e/ou de cuidados institucionais aos idosos requer o domínio de um vasto leque de saberes e competências centrados no envelhecimento, na pessoa do idoso, nos seus problemas,..., mas também nos modos de funcionamento das organizações que chamam a si essa tarefa. Esta última área de conhecimento é relevante porque será sob o enquadramento de uma organização que o gerontólogo virá a exercer a sua profissão, mas sobretudo porque do modo de funcionamento dessa organização dependerá a qualidade dos serviços que são prestados. Um modo de funcionamento que deve ser compreendido como o resultado de opções sobre a organização do trabalho, nem sempre as mais consentâneas com a produção de serviços capazes de atingir os problemas que comprometem o bem-estar e a cidadania dos idosos. Mais do que uma realidade que se deve conhecer, a organização deve pois oferecer-se ao gerontólogo social como uma realidade que se pode aperfeiçoar. O que deve incitá-lo a compreendê-la enquanto estrutura social complexa e estável mas nem por isso imutável e isenta de aperfeiçoamentos.

Bibliografia Principal

Bilhim, João Abreu de F.;Teoria organizacional: estruturas e pessoas, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, Lisboa,, 2001
Caetano, A., das Neves, J., Ferreira, J.;Psicossociologia das organizações, fundamentos e aplicações, Edições Sílabo, 2020
Mintzberg, Henry;Estrutura e dinâmica das organizações, Publicações Don Quixote, Lisboa, 2004

Métodos de Ensino

Se  Sessões teóricas: contemplam a análise, pela docente, dos conteúdos programáticos da unidade curricular, articulando-se a exposição teórica com a ilustração empírica e a participação dos alunos na sua discussão.

Se  Sessões de orientação tutorial: contemplam um conjunto de actividades com carácter mais prático que visam consolidar as competências dos alunos. Neste âmbito está prevista a realização de exercícios de aplicação dos conhecimentos a partir da análise de descrições de organizações concretas;

A a A avaliação é distribuída, composta por duas provas escritas individuais, a última das quais a realizar na mesma data que o exame final. Cada uma das provas de avaliação terá um peso na nota final de 50%.


Modo de Avaliação

Avaliação apenas com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  30
  Total: 30

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Um Uma vez que com a disciplina se pretende que os alunos se apropriem de um conjunto de novos conhecimentos, considera-se indispensável investir na sua exposição de uma forma que se pretende estruturada e coerente, tornando-os inteligíveis e apreensíveis. Isto não invalida, contudo, que se combinem estes momentos com outros, complementares e seguramente de maior implicação e exigência para os alunos, em que são desafiados a organizar e mobilizar os referidos conhecimentos perante problemas/exercícios concretos.