• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • LinkedIn
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > MIS2305
ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Pobreza e Exclusão Social


Código: MIS2305    Sigla: PES
Áreas Científicas: SOCIOLOGIA

Ocorrência: 2020/21 - 1S

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
MISIJR 11 Aviso nº 11901/2019, de 23 de Julho 5 ECTS 0 0

Horas Efetivamente Lecionadas

1TMISIJ

Teóricas: 34,00

Docência - Horas

Teóricas: 2,00

Tipo Docente Turmas Horas
Teóricas Totais 1 2,00
Idalina Maria Morais Machado   2,00

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

1. Fornecer conhecimentos que permitam aprofundar a interpretação da pobreza e desqualificação social como fenómeno social e cultural complexo e diversificado.
2. Contribuir para a construção de uma síntese teórica que potencie a construção de hipóteses teóricas a respeito dos mecanismos sociais, culturais e psicológicos que participam na produção da pobreza e exclusão social e fundamente a construção de hipóteses operacionais susceptíveis de orientar a intervenção social neste campo.


Programa

1. Pobreza/exclusão social: abordagem histórica

2. Tradições de abordagem da pobreza: potencialidades e limites
2.1.Tradição Sócio-Económica: pobreza absoluta e pobreza relativa
2.2. Tradição Culturalista
2.3. Tipologia de modalidades de pobreza: integrada, marginal e desqualificante

3. Dimensões da exclusão social

3.1. Exclusão no plano económico, relacional/social e simbólico
3.2. O processo de desinserção social

4. Fatores, categorias e modos de vida da pobreza.
4.1. Principais factores socioeconómicos explicativos da (re)produção da pobreza em Portugal.
4.2. Principais categorias sociais vulneráveis à pobreza em Portugal.
4.3. As respostas culturais e identitárias à privação:
4.3.1. O conceito de modo de vida e a pluralidade de modos de vida da pobreza
4.3.2. Estratégias identitárias mobilizáveis para enfrentar a experiência da desqualificação social: os frágeis, os assistidos e os marginais

5. Pobreza e território: a inscrição das desigualdades sociais no espaço e a produção de contextos de socialização geradores de vulnerabilidade cultural, relacional e simbólica

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

Os fenómenos da pobreza e da exclusão social são multidimensionais e resultam de processos complexos. Romper com visões individualistas, naturalistas e etnocêntricas sobre o problema da pobreza e compreender que esta resulta da acumulação de desigualdades interdependentes (relações entre privação económica, cultural, social e simbólica), é fundamental para que a prática dos interventores sociais não incida em estratégias de intervenção meramente assistencialistas e reprodutoras dos problemas sociais.
Os processos de intervenção social junto de crianças e jovens em risco de exclusão social pressupõem a ultrapassagem de visões dicotómicas que opõem as abordagens estruturais da pobreza (relevo dos processos sócio-organizacionais de produção da pobreza) às abordagens culturalistas e interaccionistas.


Bibliografia Principal

Fernandes, A. T. ;Formas e mecanismos de exclusão social. Sociologia ¿ Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 1, 9-66, 1991
Silva, M. C. F. ;Será possível uma sociedade sem exclusão social? Que sociedade?. Actas do Forum Encontro Internacional Paulo Freire. , 2005
Shildrick, T. & Rucell, J. ;Sociological Perspectives on Poverty, USA, Joseph Rowntree Foundation, 2015
Capucha, L. ;Desafios da Pobreza, Oeiras, Celta Editora, 2005
Paugam, S. ;Les formes élémentaires de la pauvreté. Alternatives Economiques, 236, 2005
Gaulejac, V. & Leonetti, I. T.;La Lutte des Places, Paris, Desclée de Brouwer, 2007
Standing, G. ;O precariado e a luta de classes. Revista Crítica de Ciências Sociais, 103, 9-24, 2014
Paugam, S.;Le salariéde la précarité. Les nouvelles formes de l¿intégration professionnelle, Paris, PUF, 2000
Paugam, S.;A Desqualificação Social, Porto, Porto Editora, 2003
Wacquant, L. ;A estigmatização territorial na idade da marginalidade avançada. Sociologia ¿ Revista da FLUP, 16, 27-39, 2006
Guerra, P. ;Da exclusão social à inclusão social: eixos de uma mudança paradigmática. Revista Angolana de Sociologia, 10, 91-110, 2012

Observações Bibliográficas

Para além destas obras de referência, a docente poderá indicar outros no decurso das aulas.

Métodos de Ensino

A disciplina tem um carácter teórico aplicado, pelo que as aulas estão programadas em sessões mais expositivas para explicitação dos principais conteúdos programáticos articulando-se a exposição teórica dos temas com a ilustração empírica e a participação dos alunos na sua discussão; visionamento de filmes e documentários focalizados nos factores explicativos da (re)produção de situações de pobreza e exclusão social; e sessões dinamizadas pelos alunos através da apresentação de trabalhos sobre as problemáticas em questão.



Modo de Avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  34
  Total: 34

Avaliação Contínua

Os alunos podem optar por uma das seguintes modalidades de avaliação:

1. Avaliação distribuída

a) Realização de 1 relatório temático escrito individual sobre um dos pontos do programa (consultar guião orientador disponível no Sigarra). Ponderação de 70%.

Data de entrega da proposta de trabalho à docente: 9 de outubro de 2020.
Data de entrega do relatório escrito: na data marcada para o exame final.

b) Elaboração de um Poster a partir de textos fornecidos pela docente, com apresentação oral. Preferencialmente trabalho de grupo (máximo de 2 alunos). Ponderação de 30%.

Data das apresentações: a organizar com a turma.

OU

2. Exame final
Exame final a realizar na época de exames.

Avaliação Final

Avaliação distribuída
Relatório individual = 70%
Poster com apresentação oral = 30%

Exame final
Exame = 100%

Provas e Trabalhos Especiais

Não aplicável.

Avaliação Especial (TE, DA, ...)

De acordo com o Regulamento de Avaliação de Conhecimentos.

Melhoria de Classificação Final/Distribuída

De acordo com o Regulamento de Avaliação de Conhecimentos.

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

A compreensão da pobreza/exclusão social enquanto fenómeno multidimensional e a aplicação dos conhecimentos no exercício da prática como interventor social com crianças e jovens em risco de exclusão social pressupõe o recurso a metodologias de ensino que impliquem não só a apresentação dos principais conteúdos programáticos mas, sobretudo, e de forma constante, a participação activa dos alunos através da discussão e apresentação de trabalhos.