• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • LinkedIn
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > GS3103

Intervenção Sistémica I


Código: GS3103    Sigla: IS1

Ocorrência: 2021/22 - 1S

Área de Ensino: Gerontologia Aplicada

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LGS 9 Despacho 6311/08 de 05 de Março 3 ECTS

Horas Efetivamente Lecionadas

TURMA3

Laboratoriais: 12,00

Docência - Horas

Laboratoriais: 2,00

Tipo Docente Turmas Horas
Laboratoriais Totais 1 2,00
Marcelo Gallo   2,00

Língua de Ensino

Português

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

Para esta disciplina pretende-se que o estudante adquira competências na compreensão do fenómeno do envelhecimento nas diversas correntes teóricas, na perspectiva do indivíduo, da família e das instituições, nomeadamente o papel do idoso na família e na sociedade e as variáveis que condicionam a relação idoso, família e cuidador. Pretende-se ainda dotar o estudante de competências específicas de intervenção com cuidadores formais e informais, no que diz respeito ao papel do gerontólogo social, nomeadamente competências para facilitar a comunicação entre o indivíduo, família e cuidador, competências para promover a autonomia do idoso proporcionando a adequada protecção e para promover mudanças familiares e institucionais para o aumento da qualidade de vida do doente / idoso. Para tal, no final desta disciplina o aluno deverá ser capaz de: i) Analisar os fenómenos familiares e institucionais em torno do envelhecimento através de noções oriundas da Teoria Geral dos Sistemas, da Teoria da Cibernética. ii) Identificar dificuldades na interação humana, a partir dos axiomas da Pargmática da Comunicação Humana iii) Conhecer diferentes escolas de intervenção sistémica: transgeracional, estrutural, estartégica e pós-moderna. iv) Conhecer os desafios e dificuldades inerentes ao ciclo vital (final) familiar, nomeadamente a aceitação da morte. v) Conhecer diferentes estratégias de intervenção sistémicas: hipotetização, questões circulares e reflexivas, genograma. vi) Reconhecer diferentes problemáticas na relação entre cuidadores, formais, cuidaores informais e idoso.

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

Os objetivos do componente curricular está em consonância com os objetivos da formação profissional da Gerontologia.

Bibliografia Principal

Marcelo Gallo;Crise de Paradigmas na Sociologia, 2006
Marilena Chaui;Convite a Filosofia, Atica, 2000
Sérgio Lessa;Abaixo a Família Monogâmica, Editora Luckaks, 2013
Motta, Maria Do Carmo.;Teoria sistêmica e família, pontos e contrapontos., XV Jornadas de Investigación y Cuarto Encuentro de Investigadores en Psicología del Mercosur. Facultad de Psicología - Universidad de Buenos Aires, Buenos Aires, 2008
Tereza Cristina;O uso da abordagem sistêmica com Família, Tese de Doutorado em Serviço Social, 2008
Lauren Beltrão Gomes; Simone Dill Azeredo Bolze; Rovana Kinas Bueno; Maria Aparecida Crepaldi;As Origens do Pensamento Sistêmico: Das Partes para o Todo, Revista Pensando Famílias, 2014

Bibliografia Complementar

Maria Olívia Dias;UM OLHAR SOBRE A FAMÍLIA NA PERSPETIVA SISTÉMICA O PROCESSO DE COMUNICAÇÃO NO SISTEMA FAMILIAR, Revista Gestão e Desenvolvimento, 2011

Métodos de Ensino

Privilegia-se uma metodologia de ensino mista - expositivo, interrogativa e participativa. Contempla a necessária interiorização de conhecimentos pelos alunos, pressupondo uma atividade expositiva e orientadora por parte do professor, em articulação com atividaes que exigem a participação ativa dos alunos de modo a permitir o treino de competências


Modo de Avaliação

Avaliação apenas com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  28
  Total: 28

Avaliação Contínua

Frequência obrigatória

Avaliação em três momentos: Seminário (outubro), teste avaliativo (dezembro), exame final em data a ser definida pelo CD.

Avaliação Final

Teste de avaliação: 55% trabalho e apresentação oral 35% e assiduidade 10%

Provas e Trabalhos Especiais

Não aplicável

Melhoria de Classificação Final/Distribuída

Novo teste de conhecimentos

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Em consonância com os objectivos da unidade curricular procurar-se-á conciliar metodologias de ensino de cariz expositivo com metodologias mais práticas e interactivas, por exemplo: análise, discussão e sínteses a partir de textos seleccionados; análise e debate de casos; exercícios de clarificação e debate, entre outros. De modo a incentivar o desenvolvimento da reflexão em torno das questões relacionadas com a intervenção sistémica serão desenvolvidas metodologias de participação ativa dos alunos através da preparação de temas-debates e a preparação da sua discussão.