• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • LinkedIn
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > SS2210242

Diagnóstico Socio-Institucional 2


Código: SS2210242    Sigla: DSI2
Áreas Científicas: SERVIÇO SOCIAL

Ocorrência: 2023/24 - 2S

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LSS1 57 Aviso nº 16918/2022 de 30 de Agosto 5 ECTS

Horas Efetivamente Lecionadas

3TURMAU

Teórico-Práticas: 12,00

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 1,50

Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 1,50
Maria Sidalina Pinho de Almeida   1,50

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

. Capacitar os estudantes com uma estrutura de saberes em uso na prática:

- Saberes teóricos para o estudo das organizações e para a conceção de projetos de mudança organizacional;

- Saberes processuais e saberes fazer a investir na ação para promover a construção de mediações entre poderes institucionais e interesses/necessidades dos utilizadores, promovendo a participação e expressão dos seus interesses.

. Identificação dos obstáculos gerados nos modos de funcionamento institucional que comprometem:

- a construção de uma estrutura organizacional inovadora a nível de:

           - divisão do trabalho, hierarquia e tomada de decisão, coordenação, comunicação.

- a construção de relações entre os atores que traduzam um clima organizacional positivo:

            - a relação de qualidade entre profissionais e utilizadores,

             - a constituição de equipas coesas,

             - o trabalho de parceria . 

. Definição de possibilidades de ação sobre as dinâmicas institucionais, orientadas para a promoção do desenvolvimento social:

- respondendo às necessidades e aos problemas dos utilizadores, combinando a prestação de serviços com a (re)construção da autonomia e a elevação do estatuto social.


Programa

Parte I
1 Tipologia das teorias da organização: a análise da dimensão objectiva
1.1 O sistema organizacional:
1.1.1 Componentes da estrutura;
1.1.2 Desenho organizacional;
1.1.3 Modelos de decisão;
1.1.4 Poder, conflito e negociação;
1.1.5 Cultura organizacional.
2 Mudança organizacional
2.1 Gestão do desenvolvimento social e satisfação de necessidades;
2.2 Condições do modelo organizativo e elaboração de situações criativas para os problemas;
2.3 A afirmação da concertação interdisciplinar e interinstitucional.
Parte II
1. O diagnóstico. O fenómeno organizacional como objecto de estudo/intervenção social: da análise dos factores que estruturam a situação às possibilidades de transformação. Estudos de caso
1.1 Relações entre os atores
1.1.1 Estrutura organizacional, estruturas orgânicas e jogos de poder;
1.1.2 Modelos de gestão;
1.1.3 Processo decisional;
1.1.4 O sistema de comunicação e de informação;
1.1.5 A caracterização dos diferentes grupos de atores e das suas relações;
1.1.6 As fases da trajetória institucional e o quotidiano de vida;
1.1.7 As práticas profissionais e o trabalho de equipa;
1.1.8 As relações inter-institucionais.

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

Sendo o objetivo da disciplina o domínio dos principais saberes implicados na elaboração de diagnósticos sócio institucionais, o programa centra-se na abordagem do património teórico que permite aos alunos o estudo das organizações para terem mais sucesso nas intervenções sociais. A abordagem das teorias que destacam a análise da dimensão objetiva no estudo das organizações e particularmente a abordagem do conceito de estrutura organizacional permite a mobilização de saberes teóricos cruciais para a construção desse diagnóstico. Destaque-se, ainda, a abordagem da mudança organizacional que é fundamental para a identificação de caminhos de intervenção inovadores. Tendo como dimensão de estudo, a análise das relações entre os atores sociais, em sud-dimensões como a estrutura organizacional, as estruturas orgânicas e os jogos de poder, os modelos de gestão e o processo decisional, a coordenação, o sistema de comunicação e de informação, as representações e as práticas dos profissionais, o trabalho de equipa e de parceria, os alunos identificam obstáculos e potencialidades da organização, com vista à construção de caminhos de intervenção inovadores.

Bibliografia Principal

António Caetano, José Gonçalves das Neves e José Maria Carvalho Ferreira;Psicossociologia das Organizações Fundamentos e aplicações, Edições Sílabo, 2020
João Bilhim;Teoria Organizacional - Estruturas e Pessoas., I.S.C.S.P, 2009
Petit, F. et Dubois, M. ;Introdução à Psicossociologia das Organizações Instituto Piaget, Instituto Piaget, 1998
Mintezberg, H.;Estrutura e Dinâmica das Organizações, Publicações Dom Quixote, 1979
Ander-Egg, Ezequiel; Introdução ao Trabalho Social , Vozes, 1995
PINTO, Carla Cristina Graça;Representações e práticas do Empowerment nos trabalhadores sociais,e Ciências Sociais e Políticas Universidade Técni, ISCSP, 2011
Alcides Monteiro; Fernando Ribeiro;Redes Sociais. Experiências, Políticas e Perspectivas, Húmus
Isac Nikos Iribarry;Aproximações sobre a Transdisciplinaridade: Algumas Linhas Históricas, Fundamentos e Princípios Aplicados ao Trabalho de Equipe, Psicologia: Reflexão e Crítica, 16, 2003

Métodos de Ensino

As aulas são destinadas à construção de um guião para a elaboração do diagnóstico sócio-institucional que permite orientar o processo de análise da organização, nas suas diversas dimensões de estudo, combinando a análise da dimensão formal e a análise da dimensão informal. Para a análise da dimensão formal da organização os alunos são orientados para a recolha e análise documental de fontes oficiais. Para a análise da dimensão informal constroem-se guiões para a observação do quotidiano institucional e guiões de entrevista a realizar aos actores da organização. Para tal o aluno utiliza os contributos teóricos trabalhados nas aulas.

.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Avaliação Contínua


Avaliação Final

Exame

Provas e Trabalhos Especiais

A avaliação é distribuída. Os alunos são avaliados pela produção de um trabalho 

e um teste ou por dois trabalhos ou por dois testes. Cada um dos elemento de avaliação tem a 
ponderação de 50% da nota final.

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

Sendo o principal objetivo da disciplina a elaboração de diagnósticos, o processo de ensino-aprendizagem implica o predomínio dos métodos ativos orientados para a construção de instrumentos de recolha de informação utilizados na sua elaboração. Este método é devidamente sustentado pelo recurso ao método expositivo, designadamente para a seleção de contributos teóricos indispensáveis para a estruturação dos processos de observação e análise. Os alunos têm a oportunidade de elaborar e aplicar o guião para a elaboração do diagnóstico sócio-institucional e, desta forma, atribuir significado e utilidade prática aos conhecimentos teóricos requeridos para a sua elaboração e desenvolver saberes processuais e saberes fazer a investir na ação voltada para a mudança organizacional. O exercício de realização da análise de SWOT, ao permitir identificar os pontos fracos e os pontos fortes e também as ameaças e as oportunidades, conduz os alunos à definição de possibilidades de ação sobre as dinâmicas institucionais, para que a instituição estruture todo o seu trabalho nas necessidades e problemas dos utilizadores, melhorando a qualidade das suas respostas.