• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • LinkedIn
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > SS2210244

Desenvolvimento Comunitário


Código: SS2210244    Sigla: DC
Áreas Científicas: SERVIÇO SOCIAL

Ocorrência: 2023/24 - 2S

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LSS1 55 Aviso nº 16918/2022 de 30 de Agosto 3 ECTS

Horas Efetivamente Lecionadas

3TURMAU

Teórico-Práticas: 14,00
Orientação Tutorial: 7,00

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 2,00
Orientação Tutorial: 1,00

Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 2,00
Marcelo Gallo   2,00
Orientação Tutorial Totais 1 1,00
Marcelo Gallo   1,00

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

1 - Proporcionar o contato com temas e conteúdos fundamentais acerca do desenvolvimento e da desigualdade social em Portugal, desafiando o aluno a participar  da construção do conhecimento crítico sobre a realidade sócio, política e econômica de Portugal.

2 - Desenvolver a percepção da importância das interpretações acerca do desenvolvimento econômico e desigualdade social em países periféricos para a compreensão dos aspectos sociais, políticos e econômicos, objetivando entender a realidade para transformá-la.

3 ¿ Compreender o contexto histórico do serviço social em Portugal e sua relação com o trabalho comunitário;

4 ¿ Analisar o debate do desenvolvimento comunitário a luz do contexto do desenvolvimento do sistema capitalista;

5 ¿ Verificar como a teoria de Amartya Sem sobre o desenvolvimento como liberdade é incorporado pela agenda neoliberal na construção de Políticas Sociais Públicas;

6 ¿ Identificar as principais metodologias participativa de trabalho comunitário;

7 ¿ Apreender a construção de um projeto de desenvolvimento comunitário de camadas populares com maior grau de vulnerabilidade social.


Programa

O Programa está dividido em 4 Unidades:

Unidade 1: Desenvolvimento Capitalista e Desigualdade Social; Desenvolvimento Social de Portugal; A desigualdade social em Portugal e as respostas publicas para este processo;

Unidade 2: O serviço social português e sua interface com a construção de políticas sociais públicas; O trabalho comunitário do serviço social português

Unidade 3: O Desenvolvimento como liberdade na teoria de Amartya Sen; A incorporação de parte da tese de Amrtya Sem pela agenda neoliberal

Unidade 4: Projeto de desenvolvimento comunitário; Etapas do processo de construção do projeto; O projeto para atender demandas específicas de camadas sociais mais vulneráveis em Portugal.

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

Os conteúdos programáticos mobilizam diversos contributos teóricos e metodológicos para compreender a intervenção social na óptica do desenvolvimento comunitário e a imprescindibilidade da implicação dos actores locais (grupos populacionais em situação de vulnerabilidade, órgãos de poder local, agentes institucionais e empresariais, associações de base local, ¿) no processo. Ao mesmo tempo, avançam com elementos relevantes para problematizar o papel que o Serviço Social tem/deve ter neste campo de acção, identificando e definindo os mais importantes procedimentos e modos de fazer a ele associados. Providenciam ainda ferramentas no domínio do saber conceber e programar projectos de intervenção com a(s) comunidade(s) e em parceria.

Bibliografia Principal

Glória Pérez Serrano;Elaboração de Projetos Sociais: casos práticos, Porto Editora. ISBN: 54-277-1041-0
Capucha, L. ;Planeamento e Avaliação de Projectos - Guião prático
Cavalieri, I., Almeida, H;Power, Empowerment and Social Participation- the Building of a Conceptual Model, European Journal of Social Sciences Education and Research, , 2018
Costa, A., B. ;Um olhar sobre a pobreza ¿ vulnerabilidade e exclusão social no Portugal contemporâneo, Gradiva, 2008
Fragoso, A. ;Desenvolvimento Participativo: uma sugestão de reformulação conceptual, Revista Portuguesa de Educação, 18(1), 23-51, 2005
Guerra, I. ;Participação e acção colectiva, . S. João do Estoril: Principia, 2006
Nunes, N. ;Desigualdades Sociais e Práticas de Ação Coletiva na Europa., Editora Mundos Sociais, 2013

Métodos de Ensino

Disciplina com carácter teórico-prático, pelo que a metodologia de ensino-aprendizagem é orientada em dois sentidos: aulas expositivas para apresentação dos conteúdos programáticos, ilustrados com exemplos concretos e fazendo apelo à participação e pensamento crítico dos alunos, sobretudo capitalizando as suas experiências no quadro do trabalho de terreno; aulas práticas: (I) reflexão acerca de práticas de trabalho social com comunidades (colaboração de profissionais do terreno); (II) exercitação e treino de competências no domínio da formação e dinamização de grupos, de acções colectivas e da construção de parcerias. Em conformidade com a natureza dos conteúdos programáticos e metodologia de ensino, a avaliação integrará dois momentos: um teste destinado à avaliação dos conhecimentos teórico-abstractos; trabalho de grupo onde os alunos serão desafiados a conceber e planificar um projecto de intervenção para fazer face aos problemas e necessidades de uma comunidade real ou hipotética.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  48
  Total: 48

Avaliação Contínua

Os estudantes podem optar por uma das seguintes modalidades de avaliação: a) Avaliação distribuída (Artigo 11º do RAC)
I. 2 testes escritos: ponderação de 45% cada teste. O 1º teste ocorrerá no dia 20 de março de 2024. O 2º teste ocorrerá no dia 29 de maio.
II. Participação nas aulas: ponderação de 10%. (Até 1 valor para estudantes que assistam a 75% ou mais das aulas; Até 1 valor para participação ativa nas aulas).
b) Exame final (Artigo 12º do RAC) que consistirá na realização de um exame escrito individual na época de exame.
Ponderação de 100%.
Avaliação Final
Avaliação distribuída
1º teste = 45%
2º teste = 45%
Participação nas aulas = 10%
OU
Exame final
Exame = 100%

Avaliação Final

De acordo com o estabelecido no Regulamento de Avaliação de Conhecimento




Provas e Trabalhos Especiais

Não Aplicável

Melhoria de Classificação Final/Distribuída

De acordo com o estabelecido no Regulamento de Avaliação de Conhecimento

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

A aquisição de conhecimentos sobre o desenvolvimento comunitário e sobretudo de competências no domínio da intervenção em comunidades pressupõe o recurso a processos pedagógicos dinâmicos e interactivos. Processos pedagógicos que envolvam os alunos numa alternância entre teoria e prática, numa aprendizagem ancorada na exemplificação e em práticas de simulação em contexto de sala de aula (exercícios práticos em torno da dinamização de reuniões, do tratamento de conflitos, da organização e dinamização de grupos de moradores com base em interesses colectivos, da construção de parcerias, etc.) e no acesso a práticas de intervenção em comunidade, recorrendo à colaboração de assistentes sociais que as desenvolvam.