• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • LinkedIn
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > SS2210243

Estágio em Serviço Social IV


Código: SS2210243    Sigla: EIV
Áreas Científicas: SERVIÇO SOCIAL

Ocorrência: 2023/24 - 2S

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LSS1 54 Aviso nº 16918/2022 de 30 de Agosto 9,5 ECTS

Horas Efetivamente Lecionadas

3TURMAP3

Seminário: 16,00
Orientação Tutorial: 8,00
Estágio: 0,00

3TURMAP4

Seminário: 14,00
Orientação Tutorial: 7,00
Estágio: 0,00

3TURMAP2

Seminário: 18,00
Orientação Tutorial: 9,00
Estágio: 0,00

3TURMAP1

Seminário: 18,00
Orientação Tutorial: 9,00
Estágio: 0,00

Docência - Horas

Seminário: 2,00
Orientação Tutorial: 1,00
Estágio: 9,00

Tipo Docente Turmas Horas
Seminário Totais 4 8,00
Elsa Montenegro Moreira Marques   2,00
Marcelo Gallo   2,00
Sandra Raquel Pereira de Aguiar Ricardo Mendes   2,00
Maria Sidalina Pinho de Almeida   2,00
Orientação Tutorial Totais 4 4,00
Elsa Montenegro Moreira Marques   1,00
Marcelo Gallo   1,00
Sandra Raquel Pereira de Aguiar Ricardo Mendes   1,00
Maria Sidalina Pinho de Almeida   1,00
Estágio Totais 4 36,00
Elsa Montenegro Moreira Marques   0,00
Marcelo Gallo   0,00
Sandra Raquel Pereira de Aguiar Ricardo Mendes   0,00
Maria Sidalina Pinho de Almeida   0,00

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

Objetivos
OA1.Deter conhecimentos teóricos sobre o fenómeno em estudo;
OA2.Deter conhecimentos teóricos sobre metodologias de intervenção em ordem à produção de mudança de condições de vida de indivíduos, famílias e contextos comunitários
OA3. Adquirir conhecimentos teóricos sobre modos de vida familiares;
OA4. Adquirir e mobilizar conhecimentos sobre o modelo social de intervenção na área em estudo, destacando o potencial de intervenção transformadora do Assistente Social.
OA5. Adquirir conhecimentos sobre estruturas e práticas no âmbito dos fenómenos em estudo.
Competências
(i) Estar apto a refletir os conhecimentos teóricos e operacionalizar os conceitos relativos ao fenómeno em estudo;
(ii) Estar capacitado para o uso adequado dos instrumentos técnicos a mobilizar nas áreas alvo de conhecimento e de intervenção;
(iii) Estar capacitado para exercitar aptidões na resolução de problemas e tomadas de decisão, colaborar na resolução de conflitos, trabalhar em equipa, ser reflexivo e crítico; atento ao encorajamento de pares;
(iv)Ter domínio da escrita científica.

Programa

Programa
(i)Políticas, estruturas e domínios de intervenção no âmbito dos fenómenos em estudo
(ii) Fatores biopsicossociais que podem ter influência sobre a diversidade de situações que atingem indivíduos e famílias neste problema/fenómeno social
(iii) Teoria da aprendizagem social e modificação de comportamentos e atitudes;
(iv) Valores, atitudes e competências exigidos à prática profissional do Assistente Social.
(v) Explicitação da utilidade/sentido dos saberes que reflete na elaboração do Relatório relativamente à prática profissional: natureza da instituição, organograma, conhecimento das regras de conduta institucional, processos comunicacionais entre profissionais no contexto institucional, procedimentos éticos na condução de entrevistas, a planificação do trabalho, a importância dos diagnósticos sociais e institucionais para a intervenção, a elaboração de instrumentos de observação e registo, a metodologia do trabalho em Rede, a mobilização de competências de inteligência emocional (reflexividade, resiliência, regulação emocional, motivação, entreajuda,¿) tanto no plano individual como no trabalho em equipa . 

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

Os conteúdos programáticos enunciados pretendem alcançar a totalidade dos objetivos prescritos para o Estágio em Serviço Social IV, do 3º ano

Métodos de Ensino

Do ponto de vista pedagógico, no Seminário 6, abandona-se um modelo tradicional, assente em aulas magistrais, e opta-se por um modelo integrativo que, fazendo do estudante o centro da aprendizagem, assegura o acesso aos conhecimentos.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Avaliação Contínua

a) Avaliação do trabalho de terreno (assiduidade, pontualidade, disponibilidade e empenho nas atividades de terreno): autoavaliação do estudantes e avaliação do orientador de estágio a respeito do desempenho do aluno no estágio (consultar grelha de critérios de avaliação) - 25%;
b) Registo do trabalho de campo ao longo do semestre - 25%
c) Relatório final de reflexão sobre o estágio (de acordo com a estrutura do relatório final do 7º semestre) - 40% (data de entrega do trabalho; 20 de junho);
d) Participação nas aulas - 10%.

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

O método de ensino está formulado segundo três tipos de aulas, onde se pretende assegurar:
1. A consolidação de conhecimentos teóricos, processuais e técnicos construídos ao longo da formação.
2. A aquisição de uma linguagem conceptual nova, construída a partir do pensado e sentido sobre o vivido, referenciando os diversos conceitos aos novos paradigmas estudados .
3. O Desenvolvimento de competências de Inteligência Emocional (reflexividade, inteligência inter e intrapessoal, empatia,¿auto-determinação, criatividade,¿).
4. A construção do olhar sobre si no Diálogo com os outros.
5. A interiorização de Valores Éticos e de Cidadania no reconhecimento do direito à divergência de opiniões, na vivência da entreajuda, na liberdade de escolha, na equidade de tratamento, na responsabilidade pela tarefa, etc,¿
6. A consciencialização da diversidade de factores biopsicossociais que podem explicar a desigualdade de interesses, motivações e rítmos de aprendizagem.
Em síntese :
(i) A tomada de consciência do realizado/vivido por escolha, fornece os meios para que o estudante autonomamente, mas de forma securizante, vá conquistando uma percepção de si, em planos como o da autoeficácia, da autoestima, das características pessoais que melhor o definem, do que mais valoriza do aprendido, desenvolvendo um autoconceito realista de si mesmo no plano académico.
(ii) Ao longo do processo de aprendizagem o estudante vai ganhando uma Consciência de Si indispensável à construção de uma Identidade sócio-profissional, através da aquisição/interiorização dos saberes e competências requeridos para o exercício da prática profissional neste campo de ação, sem recurso a ferramentas terapêuticas como o confronto, ou a partilha de sentimentos.